10 Filmes LGBT'S Brasileiros

Por Kevin Crystopher





O cinema nacional é curiosamente tímido com a temática LGBT.
São poucos os filmes que tem homossexuais no centro da trama, embora seja normal encontrá-los em personagens coadjuvantes, muitas vezes como "alívio cômico".
Esta lista traz 10 filmes sobre o tema. Quem souber de outros, por favor sugira nos comentários!

Eu Não Quero Voltar Sozinho (incentivados pelo festival Mix Brasil, vários curta-metragens têm sido produzidos com temática LGBT. um dos melhores, vencedor do festival em 2010, é este do diretor Daniel Ribeiro. uma história linda e delicada sobre um garoto cego de 15 anos que descobre o amor com seu colega de classe)


Madame Satã (biografia do lendário criminoso da Lapa carioca nos anos 30. negro, pobre, travesti, malandro, artista, presidiário... uma interpretação memorável de Lázaro Ramos, num ótimo filme de Karin Aïnouz)

Elvis e Madona (uma história de amor inusitada entre uma entregadora de pizza lésbica e uma cabeleireira travesti, que sonha produzir um show de teatro de revista. comédia romântica original passada em Copacabana com seus tipos mais "diferenciados")

  Do Começo ao Fim (dois meio-irmãos são muito próximos desde a infância sob o olhar compreensivo da mãe. só isso. o filme tem música intermitente, fotografia de comercial de margarina, atores lindos, mas o roteiro é fraquíssimo, decepcionante do começo ao fim)

Amores Possíveis (Murilo Benício foi ao cinema para encontrar-se com sua colega de faculdade, por quem estava apaixonado, mas ela não aparece. a partir deste ponto o filme avança 15 anos e propõe três caminhos para a vida dele neste período, um casamento convencional, uma vida de buscas incessantes pelo amor verdadeiro ou uma relação homossexual estável, narrada com sobriedade e cuidado. o final, só saberemos no final, ou não) 

Como Esquecer (Ana Paula Arósio é uma professora de literatura que é abandonada pela companheira de anos e tenta reconstruir a vida com a ajuda dos amigos e, claro de um novo amor. o filme é chato e arrastado, mas tem a vantagem de encarar a homossexualidade com naturalidade, é apenas um detalhe)

O Beijo da Mulher Aranha (em uma prisão na América do Sul, dois prisioneiros são colocados na mesma cela, um é homossexual - William Hurt - e foi preso por comportamento imoral, o outro é preso político - Raul Julia. para fugir da dura realidade, o primeiro inventa histórias cheias de mistério protagonizadas pela tal mulher aranha - Sônia Braga lindíssima. a convivência faz com que surja amizade e respeito entre eles. falado em inglês, é o único filme brasileiro a ganhar um Oscar, de melhor ator para Hurt. também foi indicado para melhor filme, roteiro e direção - Hector Babenco)

  O Beijo no Asfalto (após ser atropelado e estar prestes a morrer, um homem pede ao bancário desconhecido - Tarcísio Meira - que o socorreu, que lhe dê um beijo. ele concorda e vira manchete da imprensa sensacionalista e suspeito de assassinato pela polícia. o filme, baseado numa peça célebre de Nélson Rodrigues, nada tem de homossexual, mas trata exatamente do preconceito latente na sociedade da época. dirigido por Bruno Barreto é um filme a ser garimpado)

As Melhores Coisas do Mundo (a vida de um adolescente de classe média paulistana se complica quando os pais se separam, após o pai assumir ser homossexual e ter uma relação  séria com um de seus alunos de pós-graduação. como o personagem diz: "eu não tenho nada contra, mas precisava ser logo com o meu pai?". ótimo filme de Laís Bodansky)

Nos Embalos de Ipanema (um surfista pobre da zona norte do Rio - André de Biase -, ganha a vida se prostituindo para a classe alta da zona sul, em especial com um homem mais velho. feito na época das pornochanchadas, em 1978, mas com um inesperado teor social)

Fonte: Google

Postagens mais visitadas deste blog

No dia do Rock veja a lista dos roqueiros que assumiram sua HOMOSsexualidade

Lista de pessoas selecionadas atualizadas

Sauna Soho inova na programação e conquista mais frequentadores