Quase nove pessoas morrem por dia em São Paulo por conta da Aids


Durante o ano de 2010, a Aids foi responsável pela morte de 3.141 pessoas de São Paulo, número que representa quase 9 mortes por dia no estado, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (28) pela Secretaria de Estado da Saúde. As informações constam no boletim epidemiológico feito pelo Programa Estadual de DST/Aids.

A taxa de mortalidade pela doença no ano passado ficou em 7,6 óbitos a cada 100 mil habitantes. Em 2009, esse índice foi de 7,9. Desde 1995, quando houve 7.739 óbitos por conta da doença, a taxa de mortalidade caiu 7% em São Paulo. Já a incidência caiu pela metade na última década. Existem 2 homens infectados com o vírus para cada mulher soropositiva no estado. A faixa etária com mais casos é a de 30 a 39 anos, com indicência de 32 infecções a cada 100 mil habitantes.
Segundo os especialista, o uso de camisinha segue como a melhor forma de prevenção contra a transmissão do vírus.
Desde o início da epidemia, em 1980, até junho de 2011 foram 212.271 casos de Aids no estado.

Postagens mais visitadas deste blog

Lista de pessoas selecionadas atualizadas

No dia do Rock veja a lista dos roqueiros que assumiram sua HOMOSsexualidade

Edital de Seleção de Participante I Seminário Nacional de Jovens Lideranças para o Controle Social do SUS no âmbito do HIV/Aids