JUNTE-SE ÀS 'MÃES PELA IGUALDADE' NO BRASIL


“Prefiro ter um filho morto em acidente do que um filho gay.” Essas palavras, pronunciadas por um parlamentar brasileiro como um apelo aos “valores da família” brasileira, deixou Eleonora Pereira muito brava. 

O filho de Eleonora, José Ricardo, foi assassinado há um ano – vítima da onda crescente de crimes homofóbicos e transfóbicos no Brasil.

Valores da família? Eleonora contou pra nós que os valores familiares que ela conhece são outros, conhecidos por mães de todas as partes do mundo: ela se recusa a aceitar insultos e injúrias contra seus filhos, e não aceita o assassinato de seu filho por ser quem era. E ela não está sozinha. Nos últimos meses, mães de todos os cantos do Brasil começaram a unir suas forças para dar um recado claro contra a discriminação, a violência e a homofobia crescentes, que estão saindo do controle no Brasil. Elas estão se chamando de “Mães pela Igualdade”. 

No dia 29 de setembro, as “Mães pela Igualdade” vão levar sua campanha ao Congresso Nacional, a convite do Dep. Jean Wyllys e da Frente Parlamentar Mista pela Cidadania LGBT, para exigir que as lideranças políticas declarem seu apoio à aprovação de uma legislação que reconheça e tipifique os ataques homofóbicos e transfóbicos como crimes de ódio no Brasil, e vão exigir a proteção a TODAS e TODOS brasileiros contra a violência e a discriminação.Você gostaria de assinar e divulgar a carta das Mães pela Igualdade ao Congresso e à sociedade brasileira, afirmando que a IGUALDADE é o verdadeiro valor da família? 

APOIE ESSA CAMPANHA! CLIQUE AQUI!

Postagens mais visitadas deste blog

Edital de Seleção de Participante I Seminário Nacional de Jovens Lideranças para o Controle Social do SUS no âmbito do HIV/Aids

Confira as 100 pessoas selecionadas para o I Seminário Nacional de Jovens Lideranças

Lista de pessoas selecionadas atualizadas