Travesti Laleska é árbitrA de futebol no Ceará

A árbitra Laleska, afirmou em entrevista, que somente o desrespeito das outras pessoas é capaz de tirá-la do sério. Laleska tem 32 anos e é juiza de futebol desde os 23, sai para as boates de Beberibe, sua cidade natal, no interior do Ceará.

Segundo Laleska, ela começou no futebol como goleiro. Durante um jogo, na falta de um árbitro, foi apitar a partida e hoje quer ser árbitro profissional. Ela afirma ainda que não é torcedora para o Ceará. “Só torço para a Seleção Brasileira”, revelou. 

Laleska comentou ainda o trabalho que desenvolve no Projeto Jovem Guia, onde coordena guias mirins em passeios pelas falésias de Morro Branco. 

Laleska, que se descobriu aos 10 anos de idade, assegurou que, atualmente, não é discriminada na cidade de Beberibe. “Me sinto muito bem no futebol. Não me sinto injustiçada, me sinto invejada", disse. "Dentro de campo, quando ouço um xingamento, eu faço que não escuto”, finalizou. 

Postagens mais visitadas deste blog

Edital de Seleção de Participante I Seminário Nacional de Jovens Lideranças para o Controle Social do SUS no âmbito do HIV/Aids

Confira as 100 pessoas selecionadas para o I Seminário Nacional de Jovens Lideranças

Lista de pessoas selecionadas atualizadas