Assembleia de Nova York aprova projeto que autoriza casamento homossexual


Só falta o Senado aprovar também.
A assembleia (câmara baixa) do Estado de Nova York aprovou na noite desta quarta-feira um projeto de lei que autoriza o casamento homossexual, que depende agora de uma votação no Senado, que pode acontecer na sexta-feira.
Por 80 votos a favor e 63 contra a Marriage Equality Act (Lei de Igualdade de Matrimônio) apresentada pelo governador de Nova York, Andrew Cuomo, foi aprovada.
Este projeto de lei permite a todos os casais unirem-se legalmente em Nova York, suprimindo a atual barreira enfrentada por casais de mesmo sexo, reconhecendo assim suas relações, protegendo suas famílias e obtendo benefícios essenciais, segundo o texto oficial.
Essa foi a terceira vez nos últimos anos que a assembleia do Estado de Nova York de maioria democrata aprova um projeto de lei que permite o casamento homossexual.
Agora, a aprovação do casamento gay no estado de Nova York fica dependente agora do Senado, de maioria republicana (32 contra 26 democratas e 4 democratas independentes) e que, em dezembro de 2009, rejeitou um projeto de lei similar.
Uma contagem extraoficial mostra que haverá um empate de 31 a 31 no Senado, mas um empate significa uma derrota da lei. Dos 30 deputados democratas, 29 devem votar a favor da medida. Ao menos dois senadores republicanos — Stephen Saland e Mark Grisanti — disseram que ainda não decidiram se são a favor ou contra.
Os senadores republicanos têm sofrido pressão do Partido Conservador e pressão interna. Uma pesquisa de opinião dentro do partido mostra um crescimento no número de apoiadores do casamento de pessoas do mesmo sexo.

Postagens mais visitadas deste blog

Lista de pessoas selecionadas atualizadas

No dia do Rock veja a lista dos roqueiros que assumiram sua HOMOSsexualidade

Edital de Seleção de Participante I Seminário Nacional de Jovens Lideranças para o Controle Social do SUS no âmbito do HIV/Aids