Manifestação contra a Homofobia em Taboão, Rio de Janeiro

Rafael Rezende Gays fazem manifestão em frete ao Mc Donald’s
Cerca de 70 pessoas se reuniram com faixas, cartazes e carro de som em frente ao Mc Donald’s da Rua do Tesouro no centro de Taboão da Serra, onde um grupo de lésbicas foi covardemente agredido por dois homens e uma mulher no início da madrugada de segunda-feira, 10.
”O que aconteceu aqui em Taboão infelizmente tem acontecido em São Paulo, só no mês de novembro e dezembro tivemos dois ataques graves na Av. Paulista, todos os dias tem ataques desse tipo em São Paulo e infelizmente essa onda chegou aqui em Taboão da Serra. O fato de nós virmos aqui poucos dias depois é uma resposta que estamos dando e nós não estamos sozinhos nós temos tido apoio da sociedade, o apoio dos setores da mídia que estão sensíveis a esta causa que é de direitos humanos porque somos todos iguais”, disse Julian Rodrigues coordenador do grupo CORSA (Cidadania Orgulho Respeito Solidariedade e Amor) de São Paulo.
A forte chuva não espantou os manifestantes que começaram o ato as 19hs na saída do estacionamento do restaurante que não teve seu funcionamento prejudicado nem tão pouco o trânsito no local, homens do 36º batalhão da Polícia Militar de Taboão acompanharam o ato com três viaturas e cinco soldados e um  sargento.
"Não é possível que as pessoas não possam tomar um lanche sem serem agredidas e mais serem agredidas porque supõem que elas são diferentes, diferentes de quem? Todos somos diversos, nós não vamos nos calar”, afirmou Wanderley Bressan, Presidente do grupo Diversitas  - Diversidade em Taboão da Serra.
A polícia Civil esta investigando o caso e já ouviu testemunhas. Dois homens e uma mulher identificados como autores, negaram em depoimento à Polícia Civil que houve motivação homofóbica. De acordo com o delegado Gilson Campinas, titular do 1º Distrito Policial da cidade, os suspeitos assumiram a agressão, mas disseram que ela ocorreu após uma confusão na fila.
“As meninas [vítimas] entendem que a agressão teria sido gratuita em razão da opção [sexual] delas. Mas os outros, não. Dizem que foi um desentendimento, que não teria nada a ver com outra conotação. Seria um problema na fila. Depois, uma das meninas teria mandado um beijo para um rapaz com a namorada. É algo que precisa ser confirmado com os funcionários do McDonald's”, afirmou o delegado na manhã desta quinta-feira (13).
Segundo Campinas, os três suspeitos foram ouvidos nesta quarta-feira (12). Eles foram encontrados depois que a investigação identificou o dono do carro usado no dia da agressão. O veículo já havia sido vendido para um dos suspeitos, que foi localizado. Após o depoimento, eles foram liberados. 
Fonte: Jornal na Net

Postagens mais visitadas deste blog

No dia do Rock veja a lista dos roqueiros que assumiram sua HOMOSsexualidade

Lista de pessoas selecionadas atualizadas

Sauna Soho inova na programação e conquista mais frequentadores