Homens transexuais terão direito à cirurgia pelo SUS

As mulheres que desejam se submeter à cirurgia de transgenitalização, removendo útero e mamas, poderão contar com o SUS (Sistema Único de Saúde) a partir do final de janeiro.
Os transexuais atendidos pelo Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais do Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids, em São Paulo, passarão por uma triagem e em seguida serão encaminhados para o Hospital Estadual Pérola Byington para avaliação e realização de histerectomia (retirada do útero).
O hospital oferecerá atendimento personalizado com quarto individual e equipe treinada para lidar com as exigências dos pacientes transexuais.
Até o final do mês deve ser definido qual o hospital referência para cirurgias de retirada das mamas. O tratamento de neofaloplastia (construção do pênis) ainda não foi liberado e permanece em caráter experimental.
“Trata-se, sem dúvida, de uma grande vitória contra a discriminação e a legitimação dos direitos desta população”, diz a coordenadora do Programa Estadual DST/Aids-SP, Maria Clara Gianna.
Em setembro de 2010, o Conselho Federal de Medicina (CFM) baixou nova resolução sobre a assistência a transexuais no Brasil. A partir daquela data, o CFM passou a considerar que os procedimentos de retiradas de mamas, ovários e útero no caso de homens transexuais (aqueles que se identificam com o gênero masculino, embora tenham nascido com sexo biológico feminino) deixam de ser experimentais e podem ser feitos em qualquer hospital público e/ou privado que sigam as recomendações do Conselho.

Fonte: Toda Forma de Amor

Postagens mais visitadas deste blog

No dia do Rock veja a lista dos roqueiros que assumiram sua HOMOSsexualidade

Lista de pessoas selecionadas atualizadas

Sauna Soho inova na programação e conquista mais frequentadores