Postagens

Mostrando postagens de 2011

Fantástico - A descoberta da AIDS (1983)

Imagem

Garoto gay de 14 anos é morto em São Paulo

Imagem
A Polícia Civil de Taquarituba, interior de São Paulo, instaurou inquérito para identificar os autores do assassinato de um adolescente de 14 anos. Ele foi morto no dia 10 de dezembro de maneira brutal. Homossexual e bem aceito pela família, o adolescente saiu pra ir a uma festa e, de acordo com a polícia, se encontrou com um homem pra ter relações em um casarão abandonado no centro da cidade. Ao entrar na casa, recebeu uma paulada na cabeça. Ele foi abusado sexualmente e torturado. Segundo a polícia, os criminosos ainda atiraram um vaso sanitário na cabeça do garoto. Os pedaços de madeira usados como arma foram apreendidos.

Campanha de enfrentamento à homofobia

Imagem

Livro que retrata "Lampião gay" é censurado pela justiça

Imagem
É impressionante como o tempo vai passando e a gente vai descobrindo personalidades históricas que também eram gays. O bafo agora rolou no final de novembro, com a biografia sobre um dos maiores mitos brasileiros, que foi interditada ao público pelo juiz Aldo de Albuquerque Mello, da 7ª Vara Cível de Aracaju (Sergipe). Ele proibiu a publicação do livro "Lampião - O Mata Sete"! 

A obra, escrita pelo advogado e juiz aposentado Pedro de Morais, 67, defende a tese de que o rei do cangaço era homossexual e dividia com a mulher, Maria Bonita, o também cangaceiro Luiz Pedro.

A ação na Justiça foi movida por Expedita Ferreira Nunes, 79, filha de Lampião e Maria Bonita. Em seu despacho, o juiz alegou que a decisão foi tomada para "proteger a honra e a intimidade da requerente e seus genitores".

Morais, contudo, alega que boatos sobre a homossexualidade de Lampião existem há mais de 40 anos. Curioso! 

Homossexuais são agredidos em Goiânia

Imagem

Rihanna diz que sofreu racismo em Portugal

Imagem
Foto: AP Rihanna contou em seu Twitter que foi vítima de racismo em Portugal. Ela disse que foi agredida verbalmente por um homem racista, em seu hotel. "Eu acabei de encontrar o maior racista de todos. Esse homem disse as merdas mais insanas sobre mulheres negras, nos chamou de cadelas, vadias, que nós não deveríamos estar no mesmo hotel. É claro que a negra em mim se manifestou", escreveu a artista, no domingo (18). Rihanna realiza uma turnê para promover os discos "Talk That Talk" e "Loud". A cantora está, agora, no Reino Unido, onde realizará apresentações entre os dias 20 e 22 de dezembro.

Estudo revela projetos contra a população LGBT no Brasil

Imagem
Um levantamento encomendado pelo Ministério da Justiça, feito pelo Núcleo de Pesquisas de Gênero da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), constatou que em toda a história do Congresso Nacional foram registrada, desde 1969 até novembro deste ano, 97 propostas relacionadas aos direitos de homossexuais. Destas, oito estão em andamento e têm o objetivo de proibir a união entre homossexuais.
Os dados do levantamento foram divulgados pelo governo brasileiro na sexta-feira (16), durante a 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas e Direitos Humanos de LGBT, que acontece até amanhã (18), em Brasília. O levantamento analisou decisões judiciais, projetos de lei e portarias do Executivo sobre o tema. No Judiciário foram identificadas 391 decisões de tribunais superiores sobre o tema, entre 1976 e 2011. No Poder Executivo, desde 1995, foram editados 54 atos normativos que tratavam de políticas públicas envolvendo a população gay.

Ativistas gays protestam contra governo Dilma em Brasília

Imagem

Ministro do STF participa de solenidade de abertura da 2ª Conferência Nacional LGBT

Imagem
Ayris Brito relator da ação que reconheceu a união estável para casais do mesmo sexo em maio deste ano, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ayres Britto participou da solenidade de abertura da 2ª Conferência Nacional LGBT, realizada na noite da quinta-feira 15 na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Comércio, em Brasília.Carlos Ayres Britto, que assume a presidência do STF em maio de 2012, afirmou na palestra que tem sido bastante feliz atuando na mais alta instância do Poder Judiciário brasileiro. Segundo ele, se atual Constituição fosse compreendida e levada à risca, o Brasil seria um país de primeiro mundo. “Temos uma constituição vanguardista, sem preconceitos, que prima pelo estado laico e pela liberdade de imprensa. Se a seguíssemos, estaríamos bem melhor.”

Dilma não comparece a Conferência LGBT e é vaiada

Imagem
Na abertura da 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas e Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – LGBT, nesta quinta-feira (14), em Brasília, militantes vaiaram e fizeram coro contra a presidente Dilma Rousseff, que foi representada no encontro pelos ministros Gilberto Carvalho, da Secretaria da Presidência da República, Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos e Luiza Bairros, da Igualdade Racial. Logo após a apresentação das autoridades, militantes começaram dizendo "Dilma, que papelão, não se governa com religião". Em diversos momentos, os participantes chamaram pelo nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No ano passado, Lula participou da abertura da 1ª Conferência Nacional LGBT. Diante da situação, a ministra Maria do Rosário fez uma defesa curta da presidente durante seu discurso. "Não seria justo que a Secretaria de Direitos Humanos recebesse a compreensão de vocês e vocês não compreendessem que a Secretar…

Mais de 60% dos brasileiros é A FAVOR da NÃO discriminação contra LGBT

Imagem
Mais de 60% das pessoas que votaram na enquete do Senado Federal sobre o PEC - Projeto de Emenda à Constituição 111/11 querem uma mudança na Constituição Federal brasileira, incluindo entre seus objetivos nacionais a promoção do bem de todos e a não discriminação por identidade de gênero ou  orientação Sexual. 
Como é o art. 3º da Constituição Federal hoje:
Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária; II - garantir o desenvolvimento nacional; III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.
Ementa: Altera o art. 3º da Constituição Federal para incluir entre os objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil a promoção do bem de todos, sem preconceitos relativos a identidade de gênero ou orientação sexual. 
Autores: Senadora Marta Sup…

Agressor do caso da Avenida Paulista terá que arcar com despesas da vítima

Imagem
O desembargador Álvaro Passos, da Câmara de Direito Privado do Tribunal do Estado de São Paulo, determinou nesta última sexta- feira, 9, que os agressores do caso na avenida Paulista com lâmpadas fluorescentes em homossexuais, arquem com as despesas médicas e de tratamento psicológico da vítima. Quando foram divulgadas as imagens do momento da agressão, conclui-se que as três vítimas caminhavam tranquilamente quando foram atacadas por um rapaz, maior de idade, que estava com uma lâmpada nas mãos. O jovem vai à direção de uma das vítimas e estoura a lâmpada em seu rosto. Em seguida, o agressor bate com a outra lâmpada em suas costas, que revida e a confusão se generaliza. O caso ainda segue em andamento na justiça apesar da decisão do desembargador.

Jornalista perde guarda de filhos adotivos ao assumir homossexualidade

Imagem
Não faz muito tempo, o jornalista Chandler Burr adotou duas crianças colombianas. Realizado pelo fato de ser pai, a alegria não durou muito. As autoridades colombianas descobriram que ele é gay e, por conta disso, Burr perdeu a guarda dos filhos. “Este é um tema muito controverso na Colômbia. Fui ingênuo porque não percebi que falar sobre a minha sexualidade neste contexto seria complicado”, desabafou o jornalista. Chandler Burr também é um dos curadores do Museu de Arte e Design de Nova York. Agora, ele luta na Justiça para ter os filhos de volta. Por enquanto, ele conseguiu que as crianças retornem aos Estados Unidos para passar as festividades do Natal com ele.

Modelo sérvio estrela campanha de sutiãs

Imagem
O modelo sérvio Andrej Pejic tem feito sucesso no mundo inteiro pelo seu ar andrógino e provocado bastante repercussão posando mais como mulher do que como homem. Agora, ele é a estrela de uma campanha de lingeries desenhadas especialmente para mulheres que têm o seio pequeno. A marca se chama “Hema” e o sutiã “Mega Push-Up” custa o equivalente a R$ 48. A aposta na imagem de Andrej é embasada no fato de que ele foi eleito por uma revista masculina como uma das 100 mulheres mais sexy do mundo. «É revolucionário», sublinhou o representante de Andrej Pejic. O curioso é que em Março, em declarações ao jornal The Telegraph, o modelo comentara: «Se me oferecessem um contrato com a Victoria's Secret, pensaria em mudar de sexo. Não haveria outra forma de fazê-lo». Afinal, até há...

Curitiba pode ter sua primeira vereadora travesti em 2012

Imagem
Após reunião na última quinta-feira, 8 de dezembro, com pré-candidatos do PT para as eleições de 2012, a ativista travesti Andrielly Vogue decidiu que vai tentar, mais uma vez, uma vaga na Câmara Municipal de Curitiba. Ela terá sua identidade de gênero respeitada e se candidata dentro da cota feminina do partido. "O pessoal está me garantindo que vou entrar na cota feminina. Eu nem ligo que usem meu nome de batismo na urna, por exemplo, eu amo meu nome, mas que coloquem entre aspas o Andrielly Vogue, porque eu preciso ser identificada", conta. Nas eleições de 2010, Andrielly ficou de fora da disputaporque sua candidatura havia sido registrada na cota masculina, muito mais cheia.
Mas em 2012 ela promete que estará no espaço dedicado as mulheres. "Respeito, é só isso que eu peço à executiva do partido. Eu ainda não sou vereadora, mas me sinto vereadora", antecipa a curitibana, que se veste "24 horas como mulher".

Deputado pastor que derrubar direito à pensão para companheiros homossexuais

Imagem
O deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) se posicionou contra o Projeto de Lei 6297/2005, que inclui como dependente o companheiro ou a companheira homossexual dos servidores públicos. Votando o projeto na última quinta-feira, 8 de dezembro, na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara, o deputado disse que aprovar o projeto seria discriminar as pessoas homossexuais.
Em seu voto, que você confere na íntegra logo abaixo, o deputado e pastor alega que “não há na justificação do PL ou no relatório apresentado uma justificativa baseada em atributos, méritos ou carência identificável nos homossexuais para justificar a concessão do benefício. Cumpre relembrar que é a família, que é constituída pelo pai, a mãe e, presumivelmente, filhos”.
Ele lembra ainda que o Poder Executivo já estendeu o benefício aos casais homossexuais, por meio da Portaria Nº 513, de 9 de dezembro de 2010, mas “apesar disso, não se fala em homossexuais sendo que, desse modo, e com os argumentos…

Vote (SIM) na enquete do Senado sobre a discriminação contra LGBT

Imagem
Você é a favor ou contra a emenda na Constituição que inclui entre os objetivos nacionais de promoção do bem de todos, a não discriminação por identidade de gênero ou orientação sexual? (PEC 111/11).
Clique AQUI e vote SIM!

VOTE SIM!  CHEGA DE DISCRIMINAÇÃO CONTRA LGBTs

Confira a programação da 2ª Conferência Nacional LGBT

Imagem
Brasília-DF, 15a18 dedezembro de2011
PROGRAMAÇÃO
Dia 15/12 (quinta-feira)
10h às 18h – Credenciamento 16h às 17:30h – DiálogosSociais RumoaRio+20 SecretariaGeral daPresidência daRepública SecretariadeDireitos HumanosdaPresidência daRepública 18h -Apresentação Cultural 19h - SolenidadedeAbertura 20:30h - PalestraMagna

Confira alguns dos Grupos de dança LGBT que fizeram show na Parada LGBT do Paranoá em 2011

Imagem
Grupo FASHIONISTA


GRUPO LUXÚRIA


GRUPO TÓXIC


O Grupo Elos LGBT-DF agradece a participação destes e de outros grupo que ajudaram a levar mais alegria  ao Paranoá no dia 23 de outubro de 2011. Nosso muito obrigado!!!!

Ana Carolina lança clipe com cenas de romance lésbico

Imagem
Ana Carolina acaba de lançar o clipe da sua mais recente música de trabalho. A canção chama “Problemas” e pela primeira vez a cantora exibe cenas de um romance lésbico. O clipe mostra um casal de lésbicas apaixonadas, que se tocam, se beijam, e com direito a sofrimento e despedida.


Boas Festas e Feliz 2012!

Imagem

Presidente da ABGLT, Toni Reis, envia Carta ao Congresso Nacional pedindo a criminalização da HOMOFOBIA

Imagem
Senhores Senadores e Senadoras, Deputados e Deputadas,
Na semana que passou, tive a alegria e a tristeza de participar de três importantes eventos ocorridos no Brasil.
Primeiro, foi com alegria que recebemos a Unesco Internacional e demais representantes e especialistas de 25 países dos cinco continentes, incluindo México, França, Alemanha, Inglaterra, China, África do Sul, Holanda, Chile, Samoa, Austrália, Lituânia, Israel, Estados Unidos, Namíbia, Turquia, dentre outros, com o objetivo de discutir soluções para a homofobia nas escolas.
Percebemos com alegria que no Brasil, mesmo com os problemas de discriminação e violência contra lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), há avanços significativos no combate à homofobia em geral, tanto no poder Executivo quanto no poder Judiciário.
Na sexta-feira participei da entrega da 17ª edição do Prêmio Direitos Humanos 2011 na qual a presidenta Dilma Rousseff reafirmou a orientação política de seu governo de que todas as política…

Documentário: O Amor Vence

Imagem
1/12/2011 ♦♦♦♦♦ 09m32s

Em formato documentário, com aproximados 10 minutos de duração, o vídeo retrata a real história da vida de Victor Reder, garoto filho de pai militar e de família evangélica que, por ser homossexual, encontrou-se em situação decisiva sobre quais atitudes deveria tomar à partir da decisão de assumir sua homossexualidade.
Com a ajuda da ONG Grupo de Pais Homossexuais (GPH), Victor encontrou respostas e iniciativas que atingiram sua família e o ajudaram a viver em harmonia perante sua orientação.

Retrospectiva Elos 2011 - muito trabalho neste ano, que venha 2012

Imagem

Grupo de Mães e Pais de LGBT entram em recesso mas continuam em alerta

Imagem
(Caneca feita pela queridíssima Luiza, uma das nossas mães do grupo)
Elas participam de Paradas, Marchas, dão entrevistas para jornais, lutam pelos direitos dos seus filhos e filhas, expõem suas vidas, auxiliam outras mães que tem dificuldades no relacionamento com seus filhos. Elas e eles, sim, eles também fazem parte do grupo e trazem histórias de coragem e aprendizado. (Grupo de mães e pais na votação do PLC 122 no último dia 8 de dezembro no Senado)
Nossas mães e pais da Elos, são pessoas guerreiras e que merecem férias não é mesmo?! Isso não significa que elas vão nos esquecer, mas que em 2012 estarão de volta com força total. A esse grupo guerreiro todo o nosso carinho e o nosso muito obrigado pelo ORGULHO de ser MÃE e PAI de LGBT.
Feliz Natal e Anos Novo super maravilhoso.

UNESCO e Estado discutem ações contra discriminações homofóbicas nas escolas

Imagem
Uma delegação da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) visitou, nesta quinta-feira (8/12), as instalações da Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos, vinculada à Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, no prédio da Central do Brasil, centro do Rio. A visita teve o objetivo de explorar a melhor maneira de apoiar alunos e professores LGBTs, prevenir e combater o bullying e a discriminação homofóbica e transfóbica nas escolas e assegurar ambientes de aprendizagem LGBT seguro. A comitiva avalia programas e políticas existentes em todo o mundo, para compartilhar as melhores práticas e construir estratégias para enfrentamento a homofobia nas escolas.
Os visitantes foram recebidos pelo superintendente Cláudio Nascimento, que mostrou os projetos que o Governo do Estado desenvolve contra o preconceito aos integrantes do movimento LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) do Estado do Rio de Janeiro. Nasc…

Marta Suplicy retira PLC 122 de votação para chegar a consenso sobre novo texto

Imagem
A senadora Marta Suplicy (PT-SP) retirou de votação o PLC 122/2006 - Projeto de Lei que visa tornar crime a homofobia em todo o Brasil-, para chegar a um acordo em torno do novo texto. Ao justificar a retirada de votação, a senadora disse acreditar no dialogo para transformar uma realidade a qual ela considera "injusta e perversa".
Na defesa de sua relatoria, a senadora ainda rebateu a crítica que recebeu do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) que havia chamado o texto substitutivo de "inócuo". "Não considero, como alguns dizem, que este texto seja inócuo, ele vai ajudar a diminuir a discriminação homofóbica", declarou Marta Suplicy.
Ativistas do movimento LGBT pediram à senadora que equiparasse a homofobia ao racismo, como colocava o texto antigo, e que não deixe de criminalizar os discursos em púlpitos que incitam a discriminação contra homossexuais. O projeto só volta em pauta em 2012.
Fonte: A Capa

Ajuda dos EUA vai depender de combate a discriminação de LGBT

Imagem
A oferta de ajuda internacional por órgãos dos Estados Unidos estará vinculada ao fim da discriminação aos gays. Em memorando publicado nesta terça-feira (6), o presidente Barack Obama determina que órgãos americanos como a Secretaria de Estado e a Defesa deverão "fortalecer esforços para o combate a criminalização da população LGBT por governos estrangeiros". O documento ainda diz que os EUA devem conduzir o "combate à discriminação, homofobia e intolerância". O site do The New York Times avaliou a medida como um aviso direto a países islâmicos que criminalizam a prática homossexual e que mantêm relações diplomáticas com os Estados Unidos. É o caso da Arábia Saudita, por exemplo.

Em nota Grupo Elos LGBT apoia PLC 122 de Verdade

Imagem
Nota de apoio ao PLC 122 de verdade Nesta quinta-feira (8/12), um dos projetos históricos de garantia e respeito aos direitos humanos será votado na Comissão de Direitos Humanos e Minorias do Senado (CDH) o PLC 122/2006. Ao invés do projeto original amplamente debatido o que vai para votação é um substitutivo apresentado pela senadora Marta Suplicy.A ONG Elos LGBT do Distrito Federal e Entorno reconhece todo o histórico de luta da senadora Marta, mas entende que o substitutivo apresentado para votação não contempla a todas as/os Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais brasileiros, pois não abarca entre tantas outras questões a criminalização do discurso de ódio contra esta população.

O que queremos no PLC 122 é : Que nenhuma discriminação, seja ela por raça, cor/etnia ou gênero seja mais ou menos importante que a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero;
Que o PLC 122 NÃO SEJA INFERIOR à outras leis de crime de ódio;
Uma lei que puna não apenas a agressão físi…