Gel microbicida contra HIV está entre as 10 descobertas do ano na área da medicina, destaca revista Science

Uma das mais importantes revistas da área médica, a Science, escolheu, nesta semana, as dez descobertas que foram destaques na última década e neste ano.
Para a revista, os estudos com células-tronco estão entre os maiores avanços nos últimos 10 anos. Os cientistas conseguiram "domá-las" e já produzem em laboratório qualquer tecido do corpo humano, viabilizando um dos mais promissores tratamentos para várias doenças.

Entre os destaques de 2010, a
Science escolheu o gel microbicida de aplicação vaginal que demonstrou a redução no risco de infecção sexual pelo HIV em até 54%. O gel contém na formulação 1% do antirretroviral tenofovir, medicamento usado no coquetel antiaids.
A pesquisa CAPRISA 004, desenvolvida pelo Centro de Pesquisa em Aids na África do Sul, começou em maio de 2007, envolvendo mulheres sul-africanas, dos 18 aos 40 anos com grande risco de infecção do HIV.

No total, 889 mulheres participaram dos estudos como voluntárias e foram acompanhadas por 30 meses.

O gel mostrou uma eficácia média de 39% em todo o grupo estudado, chegando a 54% entre as mulheres que usaram o produto em mais de 80% das relações sexuais. Entre aquelas que usaram em menos de 50% das relações, a eficácia caiu para 28%.

Postagens mais visitadas deste blog

No dia do Rock veja a lista dos roqueiros que assumiram sua HOMOSsexualidade

Lista de pessoas selecionadas atualizadas

Sauna Soho inova na programação e conquista mais frequentadores