Espanha corre risco de ter a lei do matrimônio homossexual revogado

O candidato a Ministro na Espanha Mariano Rajoy declarou que, caso seu partido vença as eleições na Espanha, não pretenderá cumprir as leis pró-LGBT, já que considera estas leis "inconstitucionais".
No ano que vem, a Espanha vai escolher o seu novo primeiro-ministro. Caso o país, que atualmente é governado por Zapatero, eleja Mariano Rajoy, a comunidade LGBT será a grande perdedora.
As promessas de Rajoy, ainda vão alem e garantiu que vai revogar o matrimônio homossexual.

Postagens mais visitadas deste blog

Lista de pessoas selecionadas atualizadas

No dia do Rock veja a lista dos roqueiros que assumiram sua HOMOSsexualidade

Sauna Soho inova na programação e conquista mais frequentadores