Serra, se eleito vetará PLC 122.

O projeto de lei contra homofobia será vetado caso José Serra chegue à presidência da República. A afirmação foi feita pelo próprio candidato tucano, segundo a Folha de São Paulo, durante sua participação na Convenção Anual das Igrejas Assembleias de Deus realizada no Paraná.

De acordo com Serra, o PLC 122 pode criminalizar o discurso de pastores que condenam a homossexualidade. "Uma coisa é grupos de extermínio, praticando violência contra homossexuais, como já ocorreu em São Paulo. Outra coisa é o projeto como está, que passa a perseguir as igrejas que combatem a prática homossexual". O candidato disse ainda acreditar ser fácil conseguir maioria no Congresso para barrar a lei.
Quando foi questionado sobre a questão da união gay, o mesmo Serra que antes defendeu a união civil entre pessoas do mesmo sexo, preferiu sair pela tangente. Disse que, em tentativas de controle social, veículos de comunicação podem interferir na liberdade religiosa. José Serra criticou também o Plano Nacional de Direitos Humanos 3, por apresentar o que ele considera "divergências fundamentais". A proibição de símbolos religiosos em repartições e escolas públicas e a própria criminalização da homofobia foram apontadas como algumas delas.
 Fonte: Mix Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

Lista de pessoas selecionadas atualizadas

No dia do Rock veja a lista dos roqueiros que assumiram sua HOMOSsexualidade

Sauna Soho inova na programação e conquista mais frequentadores